Música

“Quando teu coração suplicar/ Ou quando teu capricho exigir/ Largo mulher e filhos e de joelhos vou te seguir”

“Antigamente, eram só os cristãos que iam à missa pedir perdão por pensamentos, palavras, actos e omissões. Os novos sacerdotes do politicamente correcto não querem menos do que isso – exigem que nos ajoelhemos aos pés dos infinitos deuses dos SJW e peçamos perdão não só pelo que fizemos, mas também pelo que dissemos, pensámos e cantámos no duche”, escreveu o João Miguel Tavares, por este fragmento, nos tempos que correm, ter merecido um vivo repúdio [O Globo]. É que já não há pensamento. Mas, felizmente, o que o discurso artístico do Chico nos condena é ao recolhimento; entramos, estamos e saímos. No video, até parece que ele adivinhou tudo.