Livros

A antiguidade é um posto, senhores jurados!

Captura de ecrã 2017-12-02, às 13.31.23.png

Para esta nossa PARA SEMPRE excelente escritora, a MELHOR de todas, aliás, há uma outra solução: só concorrer a prémios que lhe garantam a vitória final. Assim, é certo que lhe fica assegurada a dignidade desejada.

Recordo, ainda, que a Maria Teresa Horta é alguém que, no seu percurso intelectual, tem um elogio fúnebre a Vasco Graça Moura que reza assim: “Era tão bom, tão bom, que até não parecia ser de Direita”. Fica, pois, mais este registo sobre a dignidade que aqui se pretende continuar a preservar.